Internationa conference and exhibition

 

Sobre a Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais

Um pouco sobre a SBPM e sobre o Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil:

A Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais – SBPM foi fundada em 17 de outubro de 1998, e é uma associação nos termos do artigo 53 do Código Civil, de caráter científico e cultural, com autonomia financeira e administrativa, sem quaisquer fins lucrativos, com prazo de duração indeterminado, constituída por um ilimitado número de associados.

A SBPM tem por finalidade possibilitar, facilitar e estimular o aprimoramento científico e tecnológico na área de Plantas Medicinais nativas ou cultivadas. Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil O Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil é um evento bienal organizado pela Sociedade de Plantas Medicinais do Brasil e em 2012 comemorou 45 anos, chegando à sua XXII edição, que aconteceu em Bento Gonçalves – RS, no período de 18 a 21 de setembro. (http://simposioplantasmedicinais.blogspot.com.br).

O evento teve por objetivo congregar os pesquisadores professores, estudantes e profissionais das áreas de Farmacologia, Etnobiologia, Botânica, Agronomia, Farmacognosia, Química dos Produtos Naturais, entre outras, interessados no estudo das plantas medicinais; trazer novos conhecimentos aos tópicos relativos às plantas medicinais e fitoterápicos; abordar e trazer novos conhecimentos aos tópicos relativos à assistência farmacêutica em fitoterapia no SUS, validação de fitomedicamentos e registro de fitoterápicos.

O tema daquela edição foi a Biodiversidade e desenvolvimento de medicamentos: oportunidades e desafios. Foram discutidos os principais avanços e desafios para o desenvolvimento de produtos farmacêuticos de origem vegetal (fármacos, medicamentos, cosméticos funcionais) bem como para a implementação da utilização de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos na rede pública de saúde.

O Evento comtemplou as seguintes áreas: farmacologia pré-clínica e clínica, fitoquímica, biotecnologia, conservação dos recursos vegetais, cultivo e melhoramento, controle de qualidade, etnobotânica, etnofarmacologia, marcos regulatórios, saúde pública, desenvolvimento tecnológico, discutidos em mini-cursos, mesas redondas, conferências, sessões coordenadas (comunicações orais) e apresentações de painéis, com convidados de renome nacional e internacional. Foram também previstos espaços para intercâmbio entre pesquisadores e setor produtivo com vistas à discussão de estratégias para transferência de tecnologia.

O Evento foi organizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faculdade de Farmácia, Departamento de Botânica, Departamento de Farmacologia, Faculdade de Agronomia) e Curso de Farmácia da UFCSPA.

O XXII Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil oportuniza aos pesquisadores e indústria um “espaço para para discussão de estratégias para transferência de tecnologia e conhecimento para o setor produtivo. Os pesquisadores e empresários podem agendar reuniões para apresentação e discussão de projetos de interesse comum. Naquela edição, foram selecionados trabalhos para apresentação oral em sessões coordenadas: Avaliação biológica e farmacologia pré-clínica; Cultivo, melhoramento vegetal e biotecnologia; Etnobotânica; Farmacologia clínica, farmacovigilância e estudos de utilização; Química de produtos naturais; Produção e controle de qualidade; Toxicologia. Houve concurso de fotografia de plantas!

 

 

Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais